7 de setembro de 2008

Um dia a mais
ou a menos,
pra gente tanto faz.
Só queria ter ouvido sua canção
sobre o samba do amor demais
.

Ontem

E suportar a beleza
de um amor de amanhã.
Andar os passos inesperados.

Espera que o sorriso já vem
verdade refeita em mim
e no meu coração, mais ninguém.

Queria era andar por aí,
te olhar e falar as palavras bonitas que nunca ousei dizer.
E mostrar minhas canções mal-feitas
que uma vez quiseram andar em direção a você

_______

meu bem,
querer-te não é mais meu privilégio

.

Mas o ponto não é se conhecer inteiramente... se eu soubesse quem eu sou não teria a menor graça! O empolgante na vida é saber a mistura certa entre você e as coisas.

.

Um dia onde se nasce
morre a vontade de se saber porque
Não quero dizer mais nada
Mas não se esqueça do espaço
entre eu e você.
Instante indizível
onde Deus está presente
meus dias feitos de sol, areia e mar
e meu tempo fixado ao frio ausente

__________________________


(Mais sobre você que nunca vou saber)

Sobre você

O amor não surge nos momentos de reflexão em bar: ali, somos patéticos desesperados à procura de carne. O amor surge do improviso dos gestos simples e fáceis. Surpresa boa que somente sentimos quando de verdade dói. Não se pode desperdiçar isso. O mundo não funcionaria se estivéssemos todos apaixonados, senão estariam todos se rebelando com a distância e as saudades, caos total.

Amor distante
amor demais.
E a partir disso
não querer nada mais.

.

Estancamos em algum espaço
quando não experimentamos novos sentimentos e os compreendemos.

___________________________________

Pernas mais curtas que pensamentos
amanhã fazer o mesmo que agora
não prendo o choro dos sentimentos demais
chorei apenas pelo que não sabia
e que me fez sentir a parte do peso das coisas



____________________

Foi embora
sem mim
sem nunca ter havido
nós...
dois